WFA2021

Edição Especial 2021

WALKING FESTIVAL AMEIXIAL

Dias
Horas
Minutos
Segundos

ESTAMOS DE VOLTA!

Em segurança o Walking Festival Ameixial regressa nos dias 8 e 9 de maio de 2021. Serão 18 caminhadas à sua escolha.

Vagas limitadas a 15 pessoas por caminhada

PROGRAMA WFA 2021

As caminhadas encontra-se divididas entre: Percursos, Temáticas e Familiares. 

Escolha as suas e inscreva-se! 

Conferência

“Ameixial: Hoje e Amanhã”

“Ameixial: Hoje e Amanhã”

Tal como em anos anteriores e antes de iniciarmos as caminhadas queremos proporcionar um momento de reunião e conversa entre os nossos amigos, participantes e seguidores, em torno de algo que nos motive e para o qual queremos contribuir positivamente.

Este ano propomos realizar uma conversa digital sobre o Ameixial: a sua freguesia, o seu património, as suas pessoas e as suas actividades, e o seu potencial. De forma informal vamos reunir e conversar sobre o futuro da região e como poderemos ajudar no seu desenvolvimento sustentado.

O evento é aberto a todos e contamos desde já com a participação de ameixeilenses, especialistas, participantes das edições anteriores do festival, entre outros convidados.

Junta-te a nós na sexta feira, dia 7, pelas 19h00 e será transmitido em directo via youtube.

Percursos

Caminhadas nos percursos pedestres sinalizados no Ameixial, com a companhia de um guia

O monte dos Revezes situa-se junto ao Vascãozinho, afluente do Vascão, junto ao qual o percurso se irá desenvolver durante alguns quilómetros. Este percurso é um clássico do Festival de Caminhadas. O percurso está sinalizado e proporciona um estreito contacto com o Vascão e os valores naturais e patrimoniais associados: moinho de água da Cascalheira, povoações serranas quase desabitadas, como Vale da Moita e as belas paisagens do vale do Vascão.

Ponto de encontro: Aldeia de Revezes (37°23’34.0″N 7°56’44.8″W)

Distância: 15km      Duração: 4h        Dificuldade: Média

Dia 8 Guia: Alexis Morgan Parceria: Morgan’s nature walks | Dia 9 Guia: Carlos Glória ParceriaZen trekk

Um dos clássicos deste festival. Percurso sinalizado, com passagem em diversos pontos de interesse natural e cultural, onde se destaca a bela povoação de Azinhal dos Mouros, o Moinho da Chavaxã ou o Monte dos Vermelhos. Uma caminhada que se fará por caminhos rurais, trilhos pouco utilizados e com várias travessias da Ribeira do Vascão. Um dos percursos mais belos desta região.

Ponto de encontro: Ameixial – Antiga Fábrica Cortiça (37°21’56.6″N 7°58’18.1″W)

Distância: 17km      Duração: 5h        Dificuldade: Média

Dia 8 Guia: João Ministro Parceria: Proactivetur | Dia 9 Guia: Alexis Morgan Parceria:Morgan’s nature walks

O nome desta povoação está, possivelmente, associado a uma antiga prática rural que coloria de dourado a paisagem: o cultivo de trigo e/ou cevada. Hoje, raros são os campos ainda cultivados com estes cereais, mas a beleza da região ainda permanece viva. O percurso inicia-se nesta povoação, dirige-se para Sul, por caminhos florestais, junto de sobreirais e estevais, passando por linhas de água e vários elementos patrimoniais de interesse como a anta do Beringel, a Fonte Pé Corso ou o marco da Eira da Palha. No regresso, a Norte, passará junto da Azenha dos Pizões, em ruínas, outro ponto de interesse e já em Corte de Ouro podemos admirar um dos últimos palheiros circulares com teto cónico de cevada do Algarve.

Ponto de encontro: Corte de Ouro – Escola Primária  (37°21’10.1″N 7°56’00.4″W)

Distância: 13km      Duração: 4h        Dificuldade: Média

Dia 8 GuiaCarlos Glória Parceria: Zen trekk |Dia 9 Guia:João Ministro Parceria: Proactivetur

Temáticas

 Caminhadas sobre um assunto específico guiadas por um guia conhecedor do tema. 

Um percurso indicado para entusiastas de longas caminhadas. Inicia-se em Ameixial, junto ao campo de futebol, dirige-se para Este, quase até Corte D’Ouro, mas antes de aí chegar dirige-se para Norte para passar em Vale da Moita. Neste local, o itinerário entra no percurso pedestres sinalizado de Revezes, até chegar a esta aldeia. O regresso a Ameixial faz-se por caminhos alternativos, por vales arborizados e campos floridos. Um itinerário que permite belas contemplações da serra algarvia, guiado por Charles Powles, do Grupo de Caminhadas do Algarve, representante da IVV em portugal. Guiado em inglês.

Ponto de encontro: Ameixial – Padaria (37°21’41.9″N 7°57’36.9″W)

 Distância: 22km      Duração: 5-6h        Dificuldade: Alta

Guia:  Charles Powles   Parceria: IVV

Um bonito percurso em torno da Ribeira do Vascão, unindo dois montes antigos ainda habitados: Azinhal do Mouros e Tavilhão. O itinerário inicia-se junto à ponte sobre o Vascão em Azinhal dos Mouros e percorre toda a sua margem direita até chegar a Tavilhão. Nesta aldeia, cruza a ribeira e retorna a Azinhal pela margem esquerda, passando por montes e vales ribeirinhos. Um percurso que permite belas vistas sobre esta grande ribeira, o contacto com várias hortas e as aldeias, guiado por Charles Powles, do Grupo de Caminhadas do Algarve, representante da IVV em portugal. Guiado em inglês.

Ponto de encontro: Ponte sobre Ribeira do Vascão em Azinhal dos Mouros (37°21’49.4″N 7°59’24.6″W)

Distância: 18km      Duração: 5h        Dificuldade: Alta

Guia:  Charles Powles    Parceria: IVV

Ao longo do vale da ribeira do Vascanito vamos fazer uma caminhada na serra, maioritariamente efectuada em caminhos rurais mas com pequenas passagens em terrenos virgens sem caminho marcado. Nesta verdejante e sinuosa paisagem, o percurso será descoberto passo a passo, pois só a água da ribeira sabe onde a podemos cruzar.

Ponto de encontro: Ameixial – Campo de futebol (37°21’52.6″N 7°57’33.5″W)

Distância: 12-15km      Duração: 4h        Dificuldade: Média

Guia: Tonico Fernandes     Parceria: Loja das Taças

Esta é uma das tradicionais caminhadas deste nosso festival. Entre os vales encaixados e os terrenos agrícolas das ribeiras do Vascanito e do Vascãozinho a caminhada é dedicada à escrita do Sudoeste e à Idade do Ferro na serra do Algarve. Vamos visitar três dos sítios arqueológicos onde já foram encontradas estelas com esta escrita e no percurso ficamos ainda a conhecer a beleza natural do local e algum do património etnográfico que modelou a paisagem e que nos revela a importância que teve em outros tempos.

Ponto de encontro: Corte Pinheiro (37°21’30.6″N 8°01’06.7″W) Distância: 7km      Duração: 4h        Dificuldade: Média Guia: Pedro Barros     Parceria: Projecto ESTELA

Um percurso em torno do planalto de Corte de Ouro, vamos visitar dois exemplos do Megalitismo do Alto Algarve Oriental que se conhecem na freguesia do Ameixial. As Antas do Alagar e do Beringel são sítios arqueológicos com cerca de 5 mil anos que nos revelam histórias de quem ali viveu. No percurso vamos ainda conhecer as vistas deslumbrantes entre os picos da Serra do Caldeirão e as planícies do Baixo Alentejo, bem como a beleza natural dos vales encaixados da Serra e cruzar com património etnográfico icónico da Serra, os palheiros.

Ponto de encontro:Corte de Ouro – cruzamento Pedra do Alagar (37°21’19.1″N 7°56’21.3″W)

Distância: 8km      Duração: 4-5h        Dificuldade: Média

Guia:  Rui Parbosa    Parceria: Palimpsesto

O monte do Lourencinho situa-se no extremo nordeste do Concelho de Loulé, fazendo fronteira com o de Alcoutim e de Mértola. É a povoação mais distante da sede de concelho, tendo no passado tido relação mais proxima com Alcoutim do que propriamente com Loulé. É um local muito belo, junto do vale ribeirinho do Vascão, com essa ribeira a serpentear montes e vales verdejantes, ricos em freixos, salgueiros e loendros. É precisamente por aí que Marco Bras, um natural de Lourencinho, nos irá conduzir ao longo de 3h, numa caminhada por vezes exigente. Uma caminhada no extremo da freguesia, para dar a conhecer uma paisagem serrana que mistura o típico sobreiral, com azinhal e um vislumbre da planície alentejana.

Ponto de encontro: Lourencinho (37°24’51.7″N 7°53’40.7″W)

Distância: 10km      Duração: 3h        Dificuldade: Média

Guia: Marco Brás

Familiares

Caminhadas pensadas para todas as idades e que podem ser feitas em família.

Esta é a caminhada ideal para quem quer ouvir o silêncio e sentir a natureza de uma forma profunda. Será desafiado(a) a ter um diálogo exclusivo entre si e a Natureza, tendo como objectivo silenciar a sua mente e aguçar a sua atenção para emoções que serão despertas pelo meio envolvente.

Ponto de encontro: Ameixial – Fonte da Seiceira (37°22’06.3″N 7°58’06.1″W)

Distância: 5-8km      Duração: 3h        Dificuldade: Baixa 

Guia: Alexandra Ricardo

Ao longo desta caminhada os participantes serão desafiados a usar diversos sentidos para compreender melhor o passado geológico da Serra do Caldeirão. Embarque connosco numa autêntica viagem no tempo, recuando milhões de anos até uma época em que este território estava submerso por um oceano entretanto extinto. Muito mais do que uma simples caminhada… deixe-nos guiá-lo e contar-lhe uma história!

Ponto de encontro:Ameixial – largo da Igreja (37°21’48.0″N 7°57’44.4″W)

Distância: 6km      Duração: 4h        Dificuldade: Baixa

Guia: Bruno Rodrigues     Parceria: Proactivetur

Uma caminhada com um especialista de em biodiversidade que nos irá revelar os segredos naturais que Ameixial alberga, em particular neste período primaveril. Plantas, aves, borboletas e insectos vão ser dados a conhecer numa pequena caminhada ao longo do Vascão. Espécies como o Papa-figo, o Abelharuco, rosmaninho-verde ou branco, borboleta-zebra, borboleta-cleopatra são alguns exemplos que testemunham a grande riqueza natural deste território.

Ponto de encontro: Parque Merendas da Seiceira  (37°22’06.6″N 7°58’07.3″W)

Dificuldade: Fácil  Duração: 3-4h        Dificuldade: baixa

Guia: Horácio Costa

Já alguma vez se interrogou que borboleta seria aquela? Tem curiosidade sobre que insecto estranho será aquele pousado na flor? Veja a natureza como nunca a viu de uma perspectiva inédita descobrindo estes e outros segredos num percurso aliciante sobre o mundo dos artrópodes.

Ponto de encontro: Corte de Ouro – cruzamento Pedra do Alagar (37°21’19.1″N 7°56’21.3″W)

Distância: 5km      Duração: 3-4h        Dificuldade: baixa

Guia: Telma Ramirez

Ameixial guarda pequenos tesouros culturais muitas das vezes despercebidos ao olhar dos menos atentos e apressados. Detalhes da arquitectura tradicional, práticas agrícolas ancestrais, ordenamento do espaço rural, formas de aproveitamento dos recursos naturais, como a água, entre muitos outros aspectos. Nesta caminhada guiada por especialistas em património cultural vamos conhecer alguns desses segredos. Uma caminhada pequena, fácil, de interpretação do património e de aprendizagem sobre o modo de vida de Ameixial.

Ponto de encontro: Ameixial- Cemitério (37°21’42.7″N 7°57’42.8″W)

Distância:  5km    Duração: 4h        Dificuldade: Média

Guia: Susana Martins e Marco Santos Parceria: Barroca

Onde se iniciam as caminhadas?

Deverá dirigir-se ao local indicado para o inicio da caminhada em que está inscrito. Todas as caminhadas iniciam-se às 9:30.