CAMINHADAS

São mais de 30 caminhadas entre os dias 27 e 29 de Abril de 2018.

Em cada uma das categorias definidas pode ver todas as informações sobre cada uma.

No final encontra uma tabela síntese de todas as caminhadas. 

PERCURSOS

REVEZES

O monte dos Revezes situa-se junto ao Vascãozinho, afluente do Vascão, junto ao qual o percurso se irá desenvolver durante alguns quilómetros. Este é outro clássico do Festival de Caminhadas. O percurso está sinalizado e proporciona um estreito contacto com o Vascão e os valores naturais e patrimoniais associados: moinho de água da Cascalheira, povoações serranas quase desabitadas, como Vale da Moita, as belas paisagens do vale do Vascão e os coloridos campos floridos.

Dias: 28 e 29.04.2018
Início/Final: Revezes
Distância: 15km
Duração: 4h
Dificuldade: Fácil
Guias: Carlos Glória-Zen Trekk (Sábado) | José Cunha BIOTRAILS (Domingo)

CORTE DE OURO

O nome desta povoação está, possivelmente, associado a uma antiga prática rural que coloria de dourado a paisagem: o cultivo de trigo e/ou cevada. Hoje, raros são os campos ainda cultivados com estes cereais, mas a beleza da região ainda permanece viva. O percurso inicia-se nesta povoação, dirige-se para Sul, por caminhos florestais, junto de sobreirais e estevais, passando por linhas de água e vários elementos patrimoniais de interesse como a anta do Beringel, a Fonte Pé Corso ou o marco da Eira da Palha. No regresso, a Norte, passará junto da Azenha dos Pizões, em ruínas, outro ponto de interesse e já em Corte de Ouro podemos admirar um dos últimos palheiros circulares com teto cónico de cevada do Algarve.

Dias: 28 e 29.04.2018
Início/Final: Corte de Ouro
Distância: 13km
Duração: 4h
Dificuldade: Média
Guias: Reinaldo Alves (Sábado) | Fátima Florindo (Domingo)

AZINHAL DOS MOUROS

Um dos clássicos deste festival. Percurso sinalizado, com passagem em diversos pontos de interesse natural e cultural, onde se destaca a bela povoação de Azinhal dos Mouros, o Moinho da Chavaxã ou o Monte dos Vermelhos. Uma caminhada que se fará por caminhos rurais, trilhos pouco utilizados e com várias travessias da Ribeira do Vascão. Um dos percursos mais belos desta região.

Dias: 28 e 29.04.2018
Início: Ameixial
Final: Azinhal dos Mouros
Distância: 17km
Duração: 5h
Dificuldade: Média
Guia: Alexis Morgan
Parceria: Morgan's Nature Walks

CAMINHADAS ESPECIAIS

CAMINHAR E REMAR NO VASCÃO

Esta será uma novidade no WFA. Imagine caminhar até uma das maiores ribeiras do Algarve e de lá continuar mas a remar de caiaque até à próxima paragem. Será uma grande experiência!

Dia: 29.04.2018
Início: Ameixial
Final: Monte Novo
Distância: 6km a caminhar e 3 milhas náuticas a remar
Duração: 5h
Dificuldade: Média
Guia: Paulo Martins
Parceria: Algarve Selvagem

EM BUSCA DA ROCHA DO DIABO

Já em 1923, o arqueólogo José Rosa Madeira, apontou no seu bloco de anotações, a existência da "Rocha do Diabo". Localmente, os ameixalenses falam também desse rochedo, mas, o que será, na verdade? Onde estará? Terá algum segredo escondido? Nesta caminhada vamos à descoberta desta misteriosa rocha.

Dia: 28.04.2018
Início e Final: Ameixial
Distância: 9km
Duração: 3h
Dificuldade: Fácil
Guia: Bruno Rodrigues

LIGAÇÃO VIA ALGARVIANA (IVV)

Esta já é uma das tradicionais caminhadas deste nosso festival. São cerca de 20km, entre Ameixial e Vale da Rosa, de caminhos florestais e trilhos rurais, passando por bosques de sobreiral e eucaliptais, cruzando linhas de água, subindo a miradouros, atravessando pequenas povoações e um contacto com outros aliciantes naturais e culturais! Um percurso exigente para os amantes das longas caminhadas.

Dia: 28.04.2018
Início: Ameixial
Final: Barranco do Velho
Distância: 20km
Duração: 5-6h
Dificuldade: Elevada
Guia: Charles Pauwels
Parceria: Associação de Caminhadas do Algarve e IVV

CAMINHADA IVV-AZINHAL

Começaremos pelo fim. Será uma caminhada por azinhal dos mouros, um dos clássicos deste festival. Percurso sinalizado, com passagem em diversos pontos de interesse natural e cultural, onde se destaca a bela povoação de Azinhal dos Mouros, o Moinho da Chavaxã ou o Monte dos Vermelhos. Uma caminhada que se fará por caminhos rurais, trilhos pouco utilizados e com várias travessias da Ribeira do Vascão. Um dos percursos mais belos desta região.

Início/Final: Ameixial
Distância: 19km
Duração: 5h
Dificuldade: Média
Guia: Charles Pauwels *
Parceria: Associação de Caminhadas do Algarve e IVV

LOULÉ-AMEIXIAL

Uma longa caminhada, de muitas horas, em autonomia total, desde a cidade de Loulé ao Ameixial, atravessando o barrocal e a Serra do Caldeirão. Um desafio para os mais resistentes e fisicamente preparados que além da distância em si, terão ainda de enfrentar as baixas temperaturas e a escuridão da noite serrana e um desnível acumulado de...bastante. Mas, por outro lado, um percurso pleno de natureza selvagem, com chegada ao Ameixial mesmo a horas de um pequeno-almoço típico da serra!

Dia: 27.04.2018
Hora: 18h30
Início: Loulé (Câmara Municipal de Loulé)
Final: Ameixial
Distância: 50km
Duração: 10h
Dificuldade: Muito Dificil
Guia: Bruno Rodrigues

NOCTURNA

Após um saboroso repasto serrano, que melhor do que uma caminhada nocturna para aliviar a digestão e contemplar o ceu estrelado da Serra do Caldeirão? Neste passeio vamos percorrer alguns caminhos rurais pouco conhecidos da maioria das pessoas, que serpenteiam pela aldeia e acedem a locais de algum interesse particular. Uma barragem, uma linha de água, um miradouro. Um percurso simples e pequeno para dar a conhecer Ameixial sob o olhar da noite!

Início/Final: Ameixial
Distância: 5km
Duração: 2h
Dificuldade: Fácil
Guia: João Ministro

PESSOAS, FRONTEIRAS E OBJECTOS

Intervenção artística em curso que envolve ‘estar’ com as pessoas, caminhar e passar fronteiras e construir objetos. o trabalho decorre na serra do caldeirão, entre o ameixial (aldeia, sede de freguesia, concelho de loulé) e a mealha (monte da freguesia de cachopo, concelho de tavira).criação /orientação: ângelo gonçalves, luísa ricardo

Dia: 28.04.2018
Início: Ameixial
Final: Mealha
Distância: 13km
Duração: 4-5h
Dificuldade: Média
Guias: Ângelo Gonçalves e Luísa Ricardo
Parceria: Pessoas fronteiras e objectos

RADICAL E ESCRITA DO SUDOESTE

Uma viagem radical cheia de adrenalina e diversão pelas águas cristalinas da ribeira do Vascão. Esta linha de água encontra-se num vale envolvido por suaves cumeadas, com mudanças constantes de paisagens naturais e traços da presença humana, um dos quais é um dos sítios arqueológicos onde há mais de 2500 anos viveram povos ligados à escrita do Sudoeste.

Dia: 28.04.2018
Início: Ponte da Ribeira dos Vascão (Azinhal dos Mouros)
Final: Tavilhão
Distância: 9km
Duração: 5h
Dificuldade: Muito Difícil
Guias: Tonico Fernandes e Pedro Barros
Parceria: Projecto ESTELA

GRANDE ROTA DO VASCÃO

O Vascão é uma das últimas grandes ribeiras totalmente selvagens do Sul de Portugal. Não tem barragens, poucas são as povoações com que confina, tem locais inacessíveis e um património natural deveras fabuloso. É o habitat de espécies raras e ameaçadas, como o Saramugo, a Lontra e local de passagem do emblemático Lince-ibérico. A natureza que rodeia este curso de água é muito rica e isso será bem evidenciado nesta caminhada. A Rota do Vascão, projecto futuro de uma grande rota, acompanha o Vascão, por trilhos de pastores, caminhos florestais, passa junto de moinhos de água e por locais de excepcional beleza. Uma caminhada a não perder!

Dia: 29.04.2018
Início: Ameixial
Final: Lourencinho
Distância: 13km
Duração: 4h
Dificuldade: fácil
Guia: Marco

ROTEIRO LITERÁRIO

Esta caminhada proporciona um olhar ímpar e original sobre o Ameixial. É um convite para se deixar encantar pela beleza que os textos literários acrescentam à beleza própria desta aldeia e da Serra do Caldeirão e é também uma oportunidade para, com a mediação da literatura, conhecer um pouco mais sobre a história, a paisagem e as pessoas desta terra.

Dia: 29.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 4 km
Duração: 2h30
Dificuldade: fácil
Guias: Rita Baleiro e Sílvia Quinteiro
Parceria: LITTUR

CAMINHADAS TEMÁTICAS

OBSERVACÃO DE AVES

A Serra do Caldeirão e a bacia da Ribeira do Vascão são espaço de elevado valor natural, nomeadamente para aves. Aí residem algumas espécies emblemáticas da nossa fauna silvestre como a ameaçada Águia de Bonelli, a caçadora de cobras Águia-cobreira ou os coloridos Guarda-rios e Abelharucos. Nesta saída, o guia dará a conhecer algumas dessas espécies que habitam este território e explicará diversos aspectos da sua biologia e como os identificar.

Dia: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 3 km (divididos em pequenos itenerários)
Duração: 4h
Dificuldade: fácil
Guia: Miguel Mendes

FOTOGRAFIA

Todas as caminhadas são perfeitas para os amantes de fotografia, mas temos uma especial para vocês! O "Passeio Fotográfico pelas Terras do Ameixial" será guiado pelo Vico Ughetto, e na sua companhia terá oportunidade de registar alguns aspectos identitários do património natural e cultural desta região.

Parceria: SWITCH

GEOLOGIA - “HISTÓRIAS DAS PAISAGENS E DAS ROCHAS DA SERRA ALGARVIA"

O percurso inicia-se na aldeia do Ameixial, em plena Serra Algarvia, onde se pode apreciar a típica arquitetura serrana, com as suas casas em xisto caiadas de branco, fornos comunitários e valados. Neste percurso é possível fazer uma autêntica viagem no tempo, transportando-nos desde os dias de hoje, em que podemos contemplar o património natural e cultural desta zona do interior algarvio, passando pelos tempos pré-históricos testemunhados por curiosas casas circulares, até a uma época muito anterior, quando estas paragens estavam submersas por um oceano antigo e agora extinto. Pelo meio haverá lugar a um piquenique, em perfeita harmonia com a natureza. Esta é a nossa proposta para vir connosco conhecer e sentir o Algarve de uma forma diferente!

Dia: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 7km
Duração: 4h
Dificuldade: Média
Guia: Francisco Lopes
Parceria: GeoWalks & Talks

HORTA DA MINA

Ainda há segredos guardados em Ameixial. Este é um deles. Uma mina de cobre, outrora explorada para extracção deste mineral e que hoje está abandonada e cerrada. Mas as covas ainda lá estão e com elas histórias de uma juventude passada a brincar ali. Avelino, ameixelense, vai revelar esse local escondido e contar algumas histórias da sua infância passada na serra e neste sítio.

Dia: 29.04.2018
Início/Final: Ameixial
Final: Ameixial
Distância: 10km
Duração: 3h
Dificuldade: Fácil
Guia: Avelino

PERCURSO DOS SENTIDOS

O ato de caminhar pode ter vários propósitos.Neste percurso, o nosso propósito é de contemplar, sentir a brisa, o perfume das flores e o canto das aves .É conhecer as plantas que preenchem a paisagem, conhecer os seus cheiros e sabores, ouvir as aves e reconhecê-las, tactear as folhas e as texturas, é fazer-nos sentir parte do todo. É fazer-nos respeitar todos os seres que nos rodeiam e isso dá-nos vontade de os proteger, como algo que faz parte de nós. Este, não é apenas um percurso guiado, é também um percurso partilhado.

Dia: 28.04.2018
Início: Ameixial
Final: Ameixial
Distância: 4 km
Duração: 3h
Dificuldade: fácil
Guias: José Cunha e Alexandra Fonseca
Parceria: Biotrails - trilhos de biodiversidade

SILÊNCIO

Caminhada ideal para quem aprecia o silêncio e pretende sentir a natureza de uma forma mais profunda. É desafiante pois o único diálogo que se deseja ouvir é entre o eu interior e a natureza. O objectivo de silenciar a mente é permitir estarmos mais atentos às emoções que a natureza desperta em nós.

Início: Ameixial
Final: Ameixial
Distância: 7km
Duração: 3h
Dificuldade: Fácil
Guia: Telma Ramires
Parceria: Piratas e Princesas

SOBREIRO

No passado mês de Novembro, a organização do WFA em parceria com a Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão, organizou uma campanha de reflorestação da serra de Ameixial, como contributo à preservação da floresta local e no âmbito da responsabilidade ambiental deste festival. Nesta acção foram plantadas mais de 450 árvores (sobreiros e azinheiras) e arbustos (medronheiros), com a ajuda de mais de 50 voluntários. Neste passeio, iremos visitar o local intervencionado, na companhia de um engenheiro florestal, que irá falar da acção realizada, sobre os bosques mediterrânicos e da importante atividade económica que originam no Algarve.

Dia: 29.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 10km
Duração: 3h
Dificuldade: Fácil
Guia: Pedro Jesus
Parceria: Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão

COMO A CAL CHEGAVA À SERRA?

Pequena caminhada de interpretação do território focando o tema da cal e sua presença na aldeia. O calcário é um material que não existe na Serra, contudo muitas das casas mais antigas revelam o uso de argamassas e estuques de cal no seu interior, reflectindo a importância do produto e a sua ligação ao lugar. Descobrir como chegava, de onde vinha e que peso detinha a cal é a proposta desta caminhada cultural ao redor da aldeia.

Dia: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 3km
Duração: 3h
Dificuldade: fácil
Guia: Susana Martins
Parceria: Barroca – Produtos Culturais e Turísticos

CAMINHADAS FAMILIARES

CAMINHAR COM UM BURRO

Um dos sucessos do Festival de Caminhadas de 2017. É um percurso familiar para miúdos e graúdos interagirem com uma das poucas parelhas de burros que existe no Ameixial. Vamos poder andar nestes animais que ajudam o Sr. Arlindo no seu dia-a-dia, ora a transportar coisas para e da horta, ora deslocar-se pela serra e junto do seu rebanho.
Dia: 28.04.2018

Início/Final: Corte de Ouro
Distância: 2km
Duração: 3h
Dificuldade: fácil
Guia: Arlindo (e o burro Jericó), Pascal Rodrigues

CAMINHAR COM O PASTOR

Leonel é natural do Monte dos Vermelhos no Ameixial. É pastor, conhece a serra como poucos e consegue guiar-se apenas com as referências que ele próprio estabeleceu durante as milhares de horas passadas no campo, com as suas cabras, ovelhas e cães! Conhece as plantas silvestres, o som das aves, sabe onde está a toca da raposa e reconhece o rastro dos javalis. Sabe onde está uma fonte com boa água e onde se abrigar, em caso de temporal. Ofereceu-se para guiar dois passeios, pela serra e mostrar a sua riqueza. E partilhar um pouco da vida de um pastor.

Dias: 28 e 29.04.2018
Início/Final: Monte dos Vermelhos
Distância: 3km
Duração: 4h
Dificuldade: Fácil
Guias: Fátima Rodrigues (Sábado) | Pascal Rodrigues (Domingo)

GEOCACHING

PT (Power Trail WFA) composto por alguns tipos de caches com 22 pontos de rota. É um percurso circular com início e com fim na aldeia do Ameixial, no concelho de Loulé, em plena Serra do Caldeirão, e têm uma extensão com cerca de dez quilómetros. Passa pelo monumento megalítico da Anta das Pedras do Alagar, a norte da povoação de Corte do Ouro, e em dois pontos da ribeira do Vascanito. A paisagem é diversificada, passando por sobreirais, estevais, campos de cultivo e floresta de pinheiro e eucalipto.

Dia: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 10km
Duração: 3-4h
Dificuldade: média
Guia: Vítor Santos

ESCRITA DO SUDOESTE

Esta é uma das tradicionais caminhadas deste nosso festival. Entre os vales encaixados e os terrenos agrícolas das ribeiras do Vascanito e do Vascãozinho a caminhada dedicada à escrita do Sudoeste e à Idade do Ferro na serra do Algarve visita três dos sítios arqueológicos onde já foram encontradas estelas com esta escrita. No percurso ficamos ainda a conhecer a beleza natural do local e algum do património etnográfico que modelou a paisagem e que nos revela a importância que teve em outros tempos.

Dia: 29-04.2018
Início/Final: Corte Pinheiro
Distância: 7km
Duração: 3-4h
Dificuldade: Fácil
Guia: Pedro Barros
Parceria: Projecto ESTELA

CAMINHADAS INCLUSIVAS

ACAPO

Uma caminhada inclusiva com os utentes da ACAPO pela aldeia do Ameixial em que todos podem participar.

Dias: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 5km
Duração: 1h
Dificuldade: Fácil
Guia: Alexandra Vanstalle
Parceria: ACAPO e ByVanstalle

SOBRE RODAS

Em breve

LAR DE AMEIXIAL

A caminhada inclusiva com os utentes do Lar de Idosos da Casa do Povo do Ameixial, aberta às suas famílias, colaboradores e a todos os interessados, pretende revelar a identidade do Walking Festival do Ameixial visitando as pinturas de signos nos espaços públicos, a decoração dos passeios com os signos e assim dar a conhecer o que hoje sabemos sobre a escrita do Sudoeste. Durante a caminhada haverá a partilha de histórias, conhecimento e sabedoria de quem descobriu ou relacionou com alguém sobre este tema e com as "pedras com letras".

Dia: 28.04.2018
Início/Final: Ameixial
Distância: 1km
Duração: 1h
Dificuldade: Fácil
Guia: Pedro Barros
Parceria: Projecto ESTELA

CaminhadaSextaSábadoDomingoDistância (aprox)Duração (aprox)Dificuldade
LOULÉ-AMEIXIALX50km12hMuito difícil
NOCTURNAX5km2hFácil
REVEZESXX15km4hFácil
CORTE DE OUROXX13km4hMédia
AZINHAL DO MOUROSXX17km5hMédia
CAMINHAR E REMAR NO VASCÃOX6km+3,2 mil naut5hMédia
EM BUSCA DA ROCHA DO DIABOX9km3hMédia
LIGAÇÃO VIA ALGARVIANA (IVV)X20km6hDifícil
PESSOAS, FRONTEIRAS E OBJECTOSX13km5hMédia
RADICAL E ESCRITA DO SUDOESTEX9km5hMuito difícil
OBSERVAÇÃO DE AVESX3km4hFácil
GEOLOGIAX7km4hMédia
PERCURSO DOS SENTIDOSX4km3hFácil
GEOCACHINGX10km4hMédia
ACAPOX5km2hFácil
LAR DE AMEIXIALX1km1hFácil
CAMINHAR COM UM BURROXX2km3hFácil
CAMINHAR COM O PASTORXX4km4hFácil
GRANDE ROTA DO VASCÃOX13km4hFácil
CAMINHADA IVV-AzinhalX17km5hMédia
ROTEIRO LITERÁRIO X4km3hFácil
FOTOGRAFIAXEm breveEm breveFácil
HORTA DA MINAX10km3hFácil
SILÊNCIOX7km3hFácil
SOBREIROX10km3hFácil
ESCRITA DO SUDOESTEX7km4hFácil
SOBRE RODASXEm breveEm breve
error: Este conteúdo está protegido
error: Este conteúdo está protegido