PERCURSOS

Página caminhando para estar concluída…

PERCURSOS

Os percursos pedestres de Ameixial são uma presença constante no Festival. Venha conhece-los tranquilamente com os nossos guias.

Revezes

A caminhada de Revezes inicia-se junto do fontanário ali existente, seguindo em direção as ribeiras do Vascãozinho e Vascão onde o caminhante devera cruzar esta usando as pedras ali dispostas para esse efeito. De uma beleza incontornável, este trilho enquadra o amante da natureza numa essência rural, onde poderá cruzar-se com rebanhos de cabras algarvias, ninhos de cegonhas brancas instalados em pequenas oliveiras e azinheiras.

Distância: 15km|Duração aproximada: 4h|Dificuldade: fácil a média

Azinhal dos Mouros

Nesta região do Algarve profundo, o caminhante descobrira “montes” abandonados, diversas sebes de piteiras de “Figo da Índia”, característica comum nesta área. Poderá ainda deslumbrar-se com a beleza de ribeiros e vales férteis, com hortas ainda ativas.

Distância: 15km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil a média

NOTA: Para segurança dos mesmos e dos participantes, não é permitido levar cães nesta caminhada. 

 

 

Corte de Ouro

Este percurso inicia-se em Corte de Ouro, junto ao centro desta povoação. O trilho inicial é utilizado pelos habitantes locais no acesso à fonte ali existente, atravessando bosques de sobreiras e estevas, sargaços e medronheiros. Mais longe, o aroma dos eucaliptos convidam a continuar a caminhada, onde irão ainda encontrar antigas azenhas e moinhos de vento em ruínas. Uma referência importante deste circuito é sem dúvida a Anta de Beringel, monumento megalítico.

Distância: 15km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil a média

CAMINHADAS ESPECIAIS

 As caminhadas especiais são um conjunto de actividades que quer pela distância, pela participação de parceiros ou pelo cariz diferenciador das mesmas as categorizamos de “especiais”.

Caminhada Nocturna: “em Busca da Rocha do Diabo”

Já em 1923, o arqueólogo José Rosa Madeira, apontou no seu bloco de anotações, a existência da “Rocha do Diabo”. Localmente, os ameixalenses falam também desse rochedo. Mas, o que será, na verdade? Onde estará? Terá algum segredo escondido? Nesta caminhada vamos à descoberta desta misteriosa rocha. À noite, naturalmente, quando os seus encantos se revelam! Um percurso pequeno, com cerca de 4km, guiado por um guia local, conhecedor desde infância desse enigmático local. A trazer: lanterna, agasalhos para o frio e muito imaginação! Não serão necessários crucifixos, alhos ou estacas de madeira!

Distância: 6km | Duração aproximada: 2h | Dificuldade: fácil

Ameixial – Mãe Soberana (Loulé)

O Santuário de Nossa Senhora da Piedade, localizado em Loulé é um dos mais importantes Santuários marianos de Portugal e no qual a respectiva celebração anual é reconhecida como “a maior manifestação religiosa a Sul de Fátima”. Caminhantes saem de vários pontos do Algarve em direcção do Santuário em Loulé com o objectivo de assistir ao regresso da imagem após quinze dias no centro de Loulé. Há vários anos que os Ameixialenses fazem esta peregrinação que este ano está integrada no WFA. Os participantes terão regresso por transportes ou de manhã ou ao final do dia após as celebrações.

Distância: 40km | Duração aproximada: 10h ou + | Dificuldade: muito difícil
Nota: A caminhada parte às 23:30 de sábado. Não se recomenda que os participantes desta caminhada se inscrevam nas caminhadas de domingo de manhã.

Grande Rota do Vascão

Símbolo natural de toda esta região serrana, a Ribeira do Vascão está presente na maioria das caminhadas deste nosso festival. Trata-se de um dos últimos cursos de água totalmente selvagens de Portugal, dividindo o Algarve e o Alentejo em parte significativa da fronteira e banhando os terrenos férteis de vários povoados, como Revezes, Azinhal dos Mouros ou Lourencinho. Nesta caminhada, mais de 80% do itinerário desenvolve-se ao longo desta ribeira, por caminhos rurais e trilhos de pastores, passando por locais de elevada beleza natural, espelhos de água, bosques de azinhal e junto de pequenos aglomerados serranos. Um percurso a não perder!

Distância: 17km | Duração aproximada: 4h30min | Dificuldade: média

Ameixial-Almodôvar

Uma caminhada entre duas regiões e que segue o trajecto do que será a 4ª etapa do Caminho de Santiago Português Central. Entre os vales encaixados e profundos que circundam o Ameixial até chegarmos à planície de Almodôvar, ultrapassando ribeiras e acompanhados sempre por campos floridos, esta será uma caminhada longa de descoberta do nosso território mas também de auto-descoberta. Uma caminhada liderada por Susana Sousa (Associação Espaço Jacobeus), forte dinamizadora dos caminhos de Santiago do Sul. Esta caminhada conta com o apoio da Câmara Municipal de Almodôvar que disponibilizará transporte de regresso a Ameixial.

Distância: 26km | Duração aproximada: 6h | Dificuldade: Difícil

Inclusiva ACAPO

É uma das novidades do programa deste ano! Caminhada inclusiva, em parceria com a ACAPO. No dia 29 recebemos em Ameixial, um grupo de utentes da delegação de Faro da ACAPO, que se juntam a nós para mostrar como a serra não impede o pleno usufruto da natureza seja por quem for! O Turismo Acessível é, assim, visado neste evento, como forma de sensibilização para a necessidade cada vez maior do Algarve – e o interior em particular – participar na oferta internacional deste segmento, em pleno crescimento. Percurso simples, sensorial, de estreito contacto com os elementos da natureza e a comunidade local.

Distância: 5km | Duração aproximada: 2h30min | Dificuldade: fácil

Inclusiva com o Lar de Ameixial

A caminhada inclusiva com os utentes do Lar de Idosos da Casa do Povo do Ameixial, aberta às suas famílias, colaboradores e a todos os interessados, pretende revelar a identidade do Walking Festival do Ameixial visitando as pinturas de signos nos espaços públicos, a decoração dos passeios com os signos, bem como dar a conhecer a exposição sobre a escrita do Sudoeste “Quem nos escreve desde a Serra”. Durante a caminhada haverá a partilha de histórias, conhecimento e sabedoria de quem descobriu ou relacionou com alguém sobre este tema e com as “pedras com letras”.

Distância: 1km (https://goo.gl/maps/V3W1XePLZZM2)| Duração aproximada: 2h | Dificuldade: Muito Fácil

Radical

Uma viagem radical cheia de adrenalina e diversão pelas águas cristalinas da ribeira do Vascão. Esta linha de água encontra-se num vale envolvido por suaves cumeadas, com mudanças constantes de paisagens naturais e traços da presença humana, um dos quais vamos visitar: um sítio arqueológico ligado à escrita do Sudoeste.

Distância: 10km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: Muito Difícil

Escrita de Viagens

Escrever sobre uma viagem ou uma caminhada é muito mais do que escrever sobre memórias e experiências. Durante esta caminhada Tiago Salazar vai mostrar como olha para o meio que o rodeia, o que procura e como regista tudo aquilo que quer depois passar para o papel. Uma grande oportunidade de aprender, na prática, como registar e divulgar o que vivência. Foto: João Henriques (in publico)

Distância: 8km | Duração aproximada: 3h30min | Dificuldade: fácil

Caminhada de Ligação Ameixial à Via Algarviana

Esta já é uma das tradicionais caminhadas deste nosso festival. São cerca de 20km, entre Ameixial e Vale da Rosa, de caminhos florestais e trilhos rurais, passando por bosques de sobreiral e eucaliptais, cruzando linhas de água, subindo a miradouros, atravessando pequenas povoações e um contacto com outros aliciantes naturais e culturais! Um percurso exigente, para os amantes das longas caminhadas.

Distância: 20km | Duração aproximada: 5-6h | Dificuldade: média-alta

CAMINHADAS TEMÁTICAS

Caminhadas subordinadas a um tema concreto que será abordado ao longo do percurso.

Paisagem e Memória

No WFA, a arte pública tem sido motivo de investimento como factor enriquecedor da relação entre a paisagem e a memória. Num percurso que liga o Ameixial ao Azinhal de Mouros, a artista plástica Sara Navarro revela como a pintura de signos da escrita do Sudoeste em perspectiva anamórfica pode transformar o espaço público.

Guia: Sara Navarro | Distância: 5 km | Duração aproximada: 2h30min |Dificuldade: fácil

Correr como a Água

A empresa Águas do Algarve, parceira e apoiante da 5ª edição do Walking Festival Ameixial, propõe um passeio junto à ribeira, em pleno contacto com o elemento central da sua actividade! Um percurso fácil, ideal para famílias, enriquecido com explicações, histórias, jogos e muito entretenimento sobre o ciclo da água. Desde a chuva até à sua torneira, uma caminhada lúdico-pedagógica em torno da necessidade de preservar este importante elemento natural: a Água!

Distância: 8 km | Duração aproximada: 3h30min |Dificuldade: fácil

Percurso orientação com mapas

Este será uma caminhada onde os participantes terão, com ajuda de cartas militares, decidir como chegar aos locais selecionados. Através da interpretação da simbologia dos mapas, escalas, reconhecimento de acidentes topográficos e utilização de bússolas, será escolhido o melhor percurso para esta actividade.

Distância: variável | Duração aproximada: 3h30min | Dificuldade: média

Histórias das rochas e paisagens do Ameixial (Geologia)

O percurso inicia-se na aldeia do Ameixial, em plena Serra Algarvia, onde se pode apreciar a típica arquitetura serrana, com as suas casas em xisto caiadas de branco, fornos comunitários e valados. Neste percurso é possível fazer uma autêntica viagem no tempo, transportando-nos desde os dias de hoje, em que podemos contemplar o património natural e cultural desta zona do interior algarvio, passando pelos tempos pré-históricos testemunhados por curiosas casas circulares, até a uma época muito anterior, quando estas paragens estavam submersas por um oceano antigo e agora extinto.

Distância: 6km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil a médio | actividade desenvolvida por: GeoWalks & Talks

Observação de Aves

Tal como nos anos anteriores, a observação de aves volta a estar entre as actividades programadas. Desde de 2014 foram muitas as espécies observadas, incluindo algumas rapinas de grande envergadura, como a Águia de Bonelli ou a Águia-cobreira. A região onde o festival ocorre é particularmente interessante para estes animais. O sobreiral que abunda na serra do caldeirão é um dos habitats florestais mais ricos em biodiversidade na Europa e tal possibilita um encontro com dezenas de espécies, incluindo numerosas aves trepadeiras e pica-paus, bem como felosas que vivem nos arbustos associados. Nos passeios que preparámos vamos procurar encontrar o máximo de espécies possível. Alguns destaques previstos: águia de bonelli, águia-cobreira, felosa-do-mato, melro-azul, toutinegra-real, papa-figos, entre muitas outras.

Distância: 3km| Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil | Guia: Miguel Mendes

Património-Como a Cal chegava à Serra?

Pequena caminhada de interpretação do território focando o tema da cal e sua presença na aldeia. O calcário é um material que não existe na Serra, contudo muitas das casas mais antigas revelam o uso de argamassas e estuques de cal no seu interior, reflectindo a importância do produto e a sua ligação ao lugar. Descobrir como chegava, de onde vinha e que peso detinha a cal é a proposta desta caminhada cultural ao redor da aldeia.

Distância: 3km | Duração aproximada: 3h | Dificuldade: fácil

Património Cultural (Arquitectura)

Miguel Reimão Costa, arquitecto, é Professor Auxiliar da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve, investigador CEAACP, CAM, CEPAC, e especialista em assuntos relacionados com património construído no Algarve. É autor do livro “Casas e Montes da Serra – entre as estremas do Alentejo e do Algarve”, uma obra que se debruça sobre a habitação na serra algarvia, nomeadamente sobre a evolução da casa na serra do Caldeirão. Quem mais, senão este reconhecido investigador, para nos guiar por uma caminhada em torno do património construído da serra e, em especial, na freguesia de Ameixial? (itinerário: Ameixial, Revezes, Almarginho-Ameixial)

Distância: não aplicável | Duração aproximada: 3 a 4h | Dificuldade: fácil

Plantas medicinais e comestíveis

Uma caminhada pelos campos floridos do Ameixial para descobrir as propriedades e usos das inúmeras espécies de plantas que se pode encontrar pela serra algarvia.

Distância: 5km | Duração aproximada: 3h30m | Dificuldade: fácil

Passeio Fotográfico pelas Terras do Ameixial

Em pleno coração da serra, entre vales e montes, venha descobrir através da fotografia as coloridas paisagens de um Algarve pouco conhecido. Na companhia de um experiente fotografo, terá oportunidade de registar alguns aspectos identitários do património natural e cultural desta região. Actividade aberta a todos os interessados, com ou sem conhecimento de fotografia.

Distância: 6km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil | Guia: Vitor Pina

CAMINHADAS FAMILIARES

Caminhadas para serem realizar em família!

Escrita do Sudoeste

Entre os vales encaixados e os terrenos agrícolas das ribeiras do Vascanito e do Vascãozinho a caminhada dedicada à escrita do Sudoeste e à Idade do Ferro na serra do Algarve visita três dos sítios arqueológicos onde já foram encontradas estelas com esta escrita. No percurso ficamos ainda a conhecer a beleza natural do local e algum do património etnográfico que modelou a paisagem e que nos revela a importância que teve em outros tempos

Distância: 7km |Duração aproximada: 4h |Dificuldade: fácil | Guia: Pedro Barros (Projecto ESTELA/ DGPC)

Caminhada com um pastor

Leonel é natural do monte dos Vermelhos, freguesa de Ameixial. É pastor. Conhece aquela serra como poucos e consegue guiar-se apenas com as referências que ele próprio estabeleceu durante as milhares de horas passadas no campo, com as suas cabras, ovelhas e os seus cães! Conhece as plantas silvestres, o som das aves, sabe onde está a toca da raposa e conhece o rastro dos javalis. Sabe onde está uma fonte com boa água e onde se abrigar, em caso de temporal. Ofereceu-se para guiar dois passeios, pela serra e mostrar a sua riqueza. E partilhar um pouco da vida de um pastor.

Distância: 3km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil | Guia: Leonel (O pastor)
Nota: Para sua segurança e dos animais, não é permitido ser acompanhado por cães.

Caminhada com o apicultor

Uma dos grandes recursos da Serra é a produção de mel, nesta caminhada vamos conhecer o calendário apícola e descobrir o mundo das abelhas. Vamos ainda descobri a vida do apicultor que nesta altura tem de identificar enxames, transferir colmeias, inserir abelhas rainha, analisar os primeiros vestigios de mel, entre tantas outras actividades. Para tudo isto temos de visitar o local das colmeias localizados em lugares soalheiros e perto de campos floridos, onde podemos observar a intensa actividade das abelhas.

Distância: 5km | Duração aproximada: 3-4h | Dificuldade: fácil
Nota: Para sua segurança e dos animais, não é permitido ser acompanhado por cães.

Caminhada do Caracol

Dia 1 de Maio é um dia tradicionalmente dedicado ao petisco que é o caracol cozido! Nesta caminhada iremos conhecer o ciclo de vida do caracol….onde ele vive, como se reproduz, o que come e muito mais. Uma caminhada guiada pelo Altair Joaquim da Caviarblanc, perfeito conhecedor de tudo o que há para saber sobre caracóis.

Distância: 5km | Duração aproximada: 3h | Dificuldade: fácil
Nota: Poderão ser encontrados caracóis já cozinhados no final

Sensorial com crianças

Desenvolver nas crianças o gosto pelo contacto com a natureza e a perceção da sua importância para o nosso bem-estar integral. É uma oportunidade para adquirir conhecimentos, valores, atitudes e interesse ativo pelo respeito e protecção do ambiente.

Distância: 3km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: fácil | Guia: Telma
Nota: Para crianças com mais de 5 anos

Caminhada de Geocaching

A procura de “tesouros” escondidos na natureza ou em cidades, com recurso a GPS, é hoje um hobby praticado em todo mundo, por muitos milhares de pessoas! As “caches” – pequenas caixas à prova de água, contendo um livro de registo e alguns objectos para troca -, encontram-se um pouco por todo lado e o Ameixial não é excepção! Nesta actividade, vamos procurar por caixas escondidas nesta freguesia, percorrendo trilhos, caminhos e aldeias, e descobrir o que guardam!

Distância: variável | Duração aproximada: 4h |Dificuldade: fácil

Sítios gentes e histórias do Ameixial (os percursos do Orlando)

Desde 2013 que o Sr. Orlando é um incansável ajudante do nosso festival! Seja nos transportes, na logística da organização ou na manutenção dos trilhos. Natural de Ameixial, funcionário da junta de freguesia, um profundo conhecedor dos meandros das ribeiras e das povoações circundantes. Lançamos-lhe um desafio: guiar um percurso por alguns dos locais que mais gosta de visitar! E é isso que irá fazer! Uma pequena caminhada, entre azinhal do Mouros, Tavilhão, passando pelo Vascão e por sítios pouco conhecidos onde haverão histórias a contar.

Distância: 8km | Duração aproximada: 3h|Dificuldade: fácil

Sítios gentes e histórias do Ameixial

Porque queremos que o festival seja cada vez mais um momento de participação e envolvimento activo da comunidade local, contamos com alguns percursos guiados por habitantes de Ameixial e das aldeias vizinhas! Serão percursos surpresa que só no próprio dia se conhecerá o itinerário! Contudo, serão sempre percursos fáceis, de curta distância (até 8km) e por caminhos existentes! Ou não! Atrevam-se a participar! Muitas histórias e momentos de animação farão parte destes itinerários!

Distância: até 8km | Duração aproximada: 3h|Dificuldade: fácil

CAMINHADAS DESCENTRALIZADAS

O Walking Festival Ameixial pretende-se expandir no território com a ajuda dos nossos parceiros. Se não pode vir até ao Ameixial, esta será uma excelente opção para participar no festival.

Sobreiro e a cortiça

Esta será uma caminhada interpretativa do sobreiro e da cortiça com uma actividade final: “ Workshop criativo de pintura de azulejos em cortiça ao ar livre”.
O nosso passeio interpretativo e a oferta de fruta e água são gratuitos. O workshop final terá o valor de 4,80€ por pessoa (inscrição terá de ser prévia).

Distância: 4km | Duração aproximada: 1h30+40 min (workshop) | Dificuldade: fácil|Ponto de encontro: Largo do Alportel (junto à Igreja) | Realização: 29 de Abril | 9h30

Rota da Água – Monchique

Esta caminhada sairá de Monchique rumo à Fóia, por entre sobreiros e acácias de grande porte, alguns eucaliptos e muitos arbustos, urzes, tojos e mato. Pelo caminho os melros e os gaios chilreiam, cantam as rolas e os cucos. Nos finais de abril é a época da floração nesta encosta da Fóia, o que lhe empresta uma rara beleza entapetada ao manto de grande variedade e tonalidade de tojos e mato.
Do Alto da Fóia apreciamos a paisagem em todas as direções, para sul, a costa algarvia, a nascente, na imensidão continental, em determinados dias consegue avistar-te os contornos da Serra da Arrábida.Descemos a norte até ao Barranco dos Pisões, para beber da cristalina água, abraçar o plátano centenário e visitar o moinho do Poucochinho. Depois é o regresso, por vales e montes, tempo ainda para visitarmos a Adega do Ventura e beber um “triste” (*)para o caminho. Explicaremos o processo de apanha, conservação e destila do medronho. *copinho pequeno de medronho;

Distância: 15km | Duração aproximada: 5h | Dificuldade: média|Ponto de encontro: Intermarché de Monchique | Realização: 29 de Abril | 9h30

Caminhada de Observação de Aves em Almodôvar

Por entre serranias e campos cerealíferos. Uma excelente oportunidade para conhecer melhor este território onde ocorrem diversas aves de rapina, estepárias e numerosos passeriformes. Águia-cobreira, milhafre-preto, sisão, cuco, felosa-do-mato são apenas algumas das espécies possiveis de observar nesta saída, toda ela realizada no concelho vizinho!

Distância: 7km | Duração aproximada: 4h | Dificuldade: Fácil|Ponto de encontro: Museu da Escrita do Sudoeste em Almodôvar | Realização: 30 de Abril | 9h30 | Guia: Miguel

A história da super salamandra algarvia

A Paisagem Protegida Local da Rocha da Pena é o cenário ideal para contarmos “A história da super salamandra algarvia” que ali passa do mundo virtual para o mundo real. Neste percurso fazemos uma autêntica viagem no tempo, recuando até ao mundo pré-histórico, anterior aos grandes dinossáurios, quando a famosa super salamandra – Metoposaurus algarvensis – reinava em terras algarvias, numa paisagem e num clima muito diferentes dos dias de hoje. Venha conhecer esta fantástica história e viver uma experiência única em contacto com a natureza, explorando as riquezas naturais e culturais do interior algarvio.

Distância: 3km | duração aproximada: 3h |dificuldade: fácil | Ponto encontro: Aldeia da Penina (Largo Dr. Mendes Bota), Loulé
Realização: 1 de maio | 9h30

Percurso das 7 Fontes-Querença

Este é um percurso onde se visita uma das mais importantes nascentes de água de todo o Algarve: a nascente da Benémola, que chega a debitar mais de 4 milhões de litros por hora e que raramente se seca no Verão. Ao longo do percuros irão ser vesitadas as famosas 7 fontes de querença e todos os mistérios e lendas que as circundam.

Distância: 9km | duração aproximada: 3h |dificuldade: Média | Ponto encontro: Parque de Estacionamento da Fonte Benémola |
Realização: 1 de maio | 9h30